sábado, 27 de fevereiro de 2010

A Didáctica da Água (Maria do Carmo Martins)

Este Link remete-nos para um site que nos dá a conhecer um pouco sobre a didáctica da água. embora seja escrito e falado em castelhano é facilmente compreensível.

http://www.actiludis.com/category/ecoescuela/agua-ecoescuela/

Distribuição de h2o na Terra (Ângela Afonso)

Como se distribui a água na Terra?
Qual a parte disponível para consumo?...

http://images.google.pt/images?hl=pt-PT&source=hp&q=distribui%C3%A7%C3%A3o+da+%C3%A1gua+na+terra&oq=&um=1&ie=UTF-8&ei=6Q5_S8XqH8eOjAe2htmmDQ&sa=X&oi=image_result_group&ct=title&resnum=4&ved=0CBgQsAQwAw

Experiências em contexto de sala de aula (Ângela Afonso)

Experiências possiveis de realizar com crianças do 1º ciclo.
http://www.eb1-feira-n3.rcts.pt/experie.htm#prof

H2O em movmento

Não deixem de brincar com a H2O.


http://www.tvcultura.com.br/x-tudo/arquivo/listademagicas.htm

jogar com a água (Maria Durães)

Site interesante para Educadores e Professores.


http://www.tvcultura.com.br/aloescola/infantis/chuachuagua/jogos.htm

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Para quê as ciências no Jardim de Infância (Luisa Reis)

Este link é um trabalho escrito por Isabel Fialho da Universidade de Évora "O pensamento de Ramalho de Carvalho. Contributos para uma Didáctica das Ciências no Jardim de Infância. Neste trabalho a autora escreve que a realidade nos Jardins de infância e no 1º ciclo é de uma"...educação cientifica, incipiente, com ausência de actividades experimentais...", sendo necessário uma intervenção ao nível da formação de professores. Ao longo deste trabalho a autora levanta algumas questões e dá respostas, relativamente á prática das ciências no Jardim de Infância.



http://rdpc.uevora.pt/bitstream/10174/1301/1/R%C3%B3mulo+de+Carvalho.pdf

Visita de Estudo à estação de Tratamento de água da Sabesp (Sónia Silva).

Estudo do Meio: Visita a uma das Estações de Tratamento de água da Sabesp.

Organização e planificação de uma visita de estudo a uma estação de tratamento de água. Com o objectivo de apresentar os diversos processos que permitem tornar água poluída em água com as perfeitas condições de consumo. Aquela que chega às nossas residências!

Ciências Exactas e Humanas - Nova metodologia (Sónia Silva)

Com Ciência - SBPC/Labjor

É apresentada uma nova visão sobre o ensino das Ciências Exactas e Humanas, que adopta a filosofia do ensino baseado em problemas "Problem- based Learning - PBL"

Fácil e divertido (Nancy Varanda)

Neste site podemos encontrar um vasto conjunto de experiências que facilmente podemos implementar na sala de aula e que mostram alguns fenómenos de uma forma divertida. Coisas fáceis, com recursos à mão, é tudo o que precisamos!!!

http://www.tvcultura.com.br/x-tudo/arquivo/listadeexperiencias.htm

Brochura "Despertar para a Ciência" (Palmira Dias)

O tema "Despertar para a ciência" leva-nos a uma brochura interessante que contem 110 páginas divertidas (parte teórica e parte prática) abordando a ciência no pré escolar de um modo lúdico pedagógico (como não podia deixar de ser).

Aqui fica o endereço, para quem ainda não conhecer.

http://www.min-edu.pt/np3/3199.html


Como sei que não ficou registado o endereço relativo à minha participação anterior, sugestão "Ciência viva" Experiências, mando-o agora.

http://web.educompt/pr1305

Para reflectir:
"Só, na verdade, quem pensa certo, mesmo que, às vezes, pense errado, é quem pode ensinar a pensar certo. E uma das condições necessárias a pensar certo é não estarmos demasiado certos de nossas certezas".

(Paulo Freire)

"Água e mais água ..." (Gabriela Marques)

O desenvolvimento de actividades práticas, experimentais,laboratoriais estimula nas crianças o gosto pelas ciências desenvolvendo o espírito crítico e capacidades de observação e análise.
As actividades com água são particularmente estimulantes.


http://web.educom.pt/pr1305/agua_experimt.htm

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Experiências divertidas (Eugénia)


Com algumas destas experiências as crianças compreendem melhor os fenómenos científicos e as suas aplicações no dia a dia.
Espreitem!...







Vê, faz e aprende! (Florbela Fernandes)

Neste Link, temos acesso a exemplos de diversas experiências apresentadas em suporte audiovisual. Estas apresentações podem ser mais um recurso para o professor que pretende dinamizar “sessões de ciência” provocando no grupo o prazer de investigar e da descoberta do mundo.

http://videos.sapo.pt/sapokids/playview/7#nav1=1

Experiências com a água - densidade ( Anabela Ferreira)



Experiências com a água




"As crianças pequenas são curiosas por natureza. Estão constantemente rodeadas por acontecimentos que as levam a perguntar porquê, o quê, quando e onde(...). As crianças são cientistas por natureza" ( Sherwood, Williams & Rockwell, 1987).



Este power-point pretende de uma forma lúdica despertar nas crianças o desejo de experimentar, observar, dialogar, descrever e registar o que se observou. Aborda essencialmente a temática da densidade e da formação da marés negras.


http://www.quadroegiz.com/out_materi/expe_com_agua.ppt

Concepções Alternativas - Como detectar? (Ivone Cunha)

Define concepções alternativas, apresentando suporte teórico nas concepções filosóficas e psicológicas de vários autores (Piaget, Ausubel,...). Evidencia técnicas para detectar tais concepções, como também exemplifica as características gerais das concepções alternativas, que nos permitem a classificação e a descoberta da natureza de tais representações nos alunos.


Link a visitar: http://www.dct.uminho.pt/biogeo/recursos/met/file1.pdf

Céu Ribeiro (J.I.Caires) Sobre a Didáctica das Ciências

http://www.dgidc.min-edu.pt/recursos/Lists/Repositrio%20Recursos2/Attachments/356/Livro_Expl_ciencias.pdf

A importância da formação dos professores na Educação em Ciências de forma a estimularem as crianças desde as idades mais precoces, para o gosto pelas ciências. Mais tarde, este gosto irá repercutir-se na sua vida prática quotidiana, estendendo-se a outras áreas do desenvolvimento também!

Grande diversidade de experiências (Conceição Fernandes)

Neste link, encontra -se uma grande variedade de experiências relacionadas com diversos temas da área de Estudo do Meio, do 1º Ciclo, que se poderão pôr em prática dentro da sala de aula. Tornando assim, as aulas atractivas e motivadoras, fazendo com que os alunos compreendam melhor os conteúdos programados.


http://educa.fc.up.pt/experiencias_pagina.php?id=394&dest=A

Laboratório (Elisabete)


O Laboratório do Sítio dos Miúdos apresenta várias experiências que despertam a curiosidade das crianças.
São experiências simples e que utilizam materiais acessíveis.
As palavras que podem suscitar algumas dúvidas para as crianças, possuem uma hiperligação onde é explicado o significado das mesmas.
Os processos são explicados passo a passo e no final há uma explicação para o que aconteceu.



quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

"Posso ser cientista" (Felicidade da Graça)

Descobrir o porquê das coisas, através de experiências simples utilizando materiais e objectos do dia-a-dia é vestir a pele do ciêntista e descobrir os segredos da Natureza.
Aqui vamos encontrar algumas actividades experimentais não laboratoriais para o ensino básico e secundaário.

http://www.alviela.cienciaviva.pt/actividades/grupos/

Didáctica das Ciências Naturais - contribuições e reflexões de Hilda Weissmann (Felicidade da Graça)

Segundo Hilda Weissmann não existem "receitas".Existem apenas diferentes formas de ensinar. Deve-se ensinar aprendendo!
A autora acredita que formando as crianças estaremos a contribuir para a formação de futuros cidadãos adultos responsáveis e críticos.

http://www.scribd.com/doc/15262688/Resumo-dos-Capitulos-1-e-2-do-Livro-Didatica-das-Ciencias-Naturais

Actividades Experimentais em Ciência (Andrea Ribeiro)

O Centro de Competência da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa
disponibiliza várias actividades experimentais muito interessantes que contribuem
para uma melhor abordagem das Ciências e apelam ao sentido lúdico das aprendizagens.

http://nonio.fc.ul.pt/recursos/ciencias/activ_exp_capa.htm

Céu Ribeiro (J.I.Caires)

http://www.cfpa.pt/cfppa/circuloestudos/ciencia.htm

Experiências com água no Jardim de Infância
Experiências com água a realizar no Jardim de Infância, com simplicidade e de forma apelativa, despertando a curiosidade natural das crianças pela ciência!

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Brincar à Ciência (Alda)

A Educação para a Ciência, a nível inicitário, contribui para facilitar o desenvolvimento da criança e cria potencialidades para uma aprendizagem posterior mais profunda.
De forma simples e divertida este link dá sugestões de actividades que podemos realizar com os nossos alunos.

http://web.educom.pt/~pr1305/agua_experimt.htm

Sensibilizar para as Ciências (Leonor Tavares)

O ensino das ciências deve começar no Jardim de Infância , pois é através de atitudes positivas e de concepções adequadas sobre a ciência, que a criança desenvolve o pensameno crítico e o rigor do conhecimento.



http://rdpc.uevora.pt/bitstream/10174/1301/1/R%C3%B3mulo+de+Carvalho.pdf

Concepções alternativas e mudança conceptual (Lurdes Freitas)

"Descobrir o que os alunos já sabem é levá-los a relacionar com isso de forma relevante e significativa o que de novo se lhes quer ensinar".


Neste link sobre as concepções alternativas dos alunos, encontramos desde a sua definição aos fundamentos filosóficos e psicológicos de vários autores sobre o assunto, passando por técnicas de detecção das concepções alternativas, traçando ainda paralelismo entre as CA e os modelos históricos das ciências. De uma forma simples e sintética, este link resume a importância deste assunto para aprendizagens significativas dos nossos alunos.

http://www.dct.uminho.pt/biogeo/recursos/met/file1.pdf

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Parte à descoberta (Ana Araújo)



Cada vez mais é reconhecido por todos (investigadores, professores e outros profissionais ligados à educação), a relevância do trabalho experimental em ciências. Todos concordam que uma boa aprendizagem nesta área exige a participação activa do aluno, de modo a construir o seu próprio conhecimento. Este site pode contribuir em muito, para ajudar os professores a trabalhar as ciências experimentais com variadissimas experiências, alguns conselhos básicos de segurança na realização das mesmas e algumas informações úteis para os professores.








Actividades experimentais da água (Rute Leite)

Neste link, escrito em espanhol (Chile), mas de fácil compreensão, podemos encontrar algumas actividades experimentais da água interessantes e bem estruturadas. Com a realização destas experiências, de fácil execução, as crianças compreenderão melhor, alguns fenómenos da Natureza.


http://www.explora.cl/otros/agua/lista.html

domingo, 21 de fevereiro de 2010

A ciência em prática...ou a prática da ciência (Carla Domingues)

Este site tem um vasto leque de actividades para desenvolver.
Encontra-se bem organizado, por níveis de ensino e por temas. Diversidade não falta, pois apresenta, ainda, vários links e está escrito em Português.
http://educa.fc.up.pt/

Brincar com a água - Actividades Práticas (Elsa)


A actividade prática na sala de aula é uma componente importante do ensino das ciências, tornando-se muito interessante pelos vários assuntos que abrange, ao mesmo tempo que desperta maior curiosidade nas crianças ao permitir que elas descubram e questionem sobre aquilo que estão a observar.
Neste site encontramos várias actividades práticas, que permitem o aparecimento de situações de aprendizagem significativas, promovendo um alargamento do conhecimento científico por parte dos alunos.

Pequenos Cientistas (Sónia Antunes)

Este link propõe um leque alargado de trabalho prático laboratorial, utilizando materiais simples e acessíveis.
As actividades apresentadas são apelativas e de fácil realização. Com o auxílio dos professores na escola ou dos Encarregados de Educação em casa, as crianças podem realizar experiências interessantes e “aprender fazendo”.
http://www.sitiodosmiudos.pt/laboratorio/

sábado, 20 de fevereiro de 2010

Aprender Ciências (Mónica Gonzalez)

Numa sociedade que se caracteriza, cada vez mais, pela valorização do conhecimento científico, o Ensino Experimental, assume um papel de primordial importância, no Jardim de Infância e 1º Ciclo.
O presente link, apresenta um conjunto diversificado de actividades experimentais para implementar sementes de cultura científica desde tenra idade.

http://cienciaemcasa.cienciaviva.pt/

Protocolos Experimentais - As Aventuras e Desventuras de uma Pequena Gota de Água... no Laboratório! (Fernando Monteiro)

Actividades prático-experimentais sobre os fenómenos mais relevantes do Ciclo da Água.

Visitar o sítio:
http://e-geo.ineti.pt/divulgacao/materiais/protocolos/gota_agua_lab/default.htm

Terrae Didatica (Fernando Monteiro)




Terrae Didatica, é uma publicação periódica do Instituto de Geociências da UNICAMP (Universidade Estadual de Campinas-Brasil), em formato digital, dedicada à difusão de materiais didácticos, recursos educativos, notícias e outras informações.

No Mundo das Ciências (Leonor Tavares)

Demonstra muita informação sobre o tema "água" e é transversal nas experiências que apresenta.
Permitirá desenvolver nas crianças competências de observar, colocar hipóteses, experimentar e concluir.


http://web.educom.pt/escolovar/agua.htm

Práticas pedagógicas (Elisabete)

Este documento pretende caracterizar as práticas pedagógico-didácticas das ciências.
O uso de manuais escolares não contribuem significativamente para a alfabetização científica dos alunos e por isso, as aulas de ciências são, muitas vezes, actividades de leitura e quem realiza as experiências é o professor, fazendo apenas uma breve demonstração.
Contudo, estas práticas estão a mudar, pois o processo de ensino/aprendizagem tem um leque diferenciado de estratégias e actividades que apontam para um trabalho prático, experimental e de campo.
O ensino tem que ser mais centrado no aluno e no trabalho cooperativo.






Ensino experimental (Conceição Fernandes)

http://sítio.dgidc.min-edu.pt.experimentais/Paginas/RecursosDidacticos.aspx

Escolhi este link da Dgidc, pois disponibiliza vários recursos didácticos interessantes, para serem trabalhados no 1º Ciclo a nível das ciências experimentais, nos diversos temas e conteúdos curriculares. Assim ,o professor é ajudado a promover o conhecimento teórico, juntamente com o conhecimento prático, tendo em vista o desenvolvimento de materiais didácticos e estratégias, com a finalidade de melhorar a aprendizagem dos alunos em relação às ciências e até no que diz respeito às outras áreas, desenvolvendo as competências cognitivas e afectivas - sociais.

“Descobrir o mundo com as ciências “ (Florbela Fernandes)

No mundo em que vivemos a "educação em ciências para todos" e a "literacia científica" deve estar presente desde o jardim de infância, formando cidadãos intervenientes, esclarecidos, responsáveis e com competências para a vida.
Neste sentido, o educador deve reflectir sobre a sua prática pedagógica, estando desperto às necessidades e interesses das crianças e com elas percorrer o caminho das descobertas.

http://rdpc.uevora.pt/bitstream/10174/1301/1/R%C3%B3mulo+de+Carvalho.pdf

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Didactica das Ciências (Conceição Gonçalves)

Este documento aborda vários aspectos do ensino das ciências, dos quais destaco: -" Como despertar, em determinados alunos o maior gosto pela ciência" . O professor como parceiro do aluno na construção do seu saber.


http://unesdoc.unesco.org/images/0013/001335/133536por.pdf

Actividades Práticas (Graça Pereira)

No pré-escolar devem ser proporcionadas a todas as crianças situações diversificadas de aprendizagem para explicação de questões e fenómenos que lhes são familiares, aumentando a sua compreensão do real. O site encontrado na Sala dos Professores, oferece um conjunto de actividades experimentais dirigidas a crianças do nível etário 3/6 anos fáceis e sugestivas.

Consultem através do link:
http://nautilus.fis.uc.pt/spf/velharia/cab/wwwlivro.html

Educação Científica de alunos com NEE (Nancy Varanda)

Decorrentes das mudanças na sociedade, foram atribuídas novas exigências e funções à escola para que dê resposta à diferença, responsabilizando-se pela educação de todos os alunos, independentemente das características de cada um. A pessoa com deficiência começou a ser olhada muito mais pelo lado das capacidades do que das incapacidades. Assim, quando falamos de Ciências e Ensino das mesmas, não podemos descurar as crianças com Necessidades Educativas Especiais (NEE).
Neste blog podemos encontrar um conjunto de textos alusivos à educação científica de alunos com NEE (Actas do II Encontro de Educação em Ciências), que nos remetem para a necessidade de formação para todos os alunos e o papel das ciências no desenvolvimento dos alunos com NEE.

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Brincar às ciências (Luisa Reis)

Este link é apelativo e de fácil navegação. Constitui uma ferramenta de motivação, de interacção com sugestões de experiências numa perspectiva de uma ciência divertida.
Baseia-se no ensino experimental desenvolvendo programas educativos e de entretenimento que abordam as áreas do conhecimento científico, social e ambiental.

http://www.cienciadivertida.pt

Aprender experimentando (Lurdes Freitas)

"Se conseguirmos dar às crianças a oportunidade de aprender ciências como cientistas, observando, experimentando, questionando e mesmo cometendo erros, então estamos a dar-lhes, oportunidades de pensarem e desenvolverem as suas competências cognitivas e sociais".
In link "Uma janela para a ciência"
Nesta perspectiva este link oferece uma panóplia de sugestões de experiências, desafiando pais professores e alunos à experimentação, caminhando deste modo para aprendizagens mais significativas.

Alargar Horizontes (Maria do Carmo O. R. Martins)

http://www.escolovar.org/index.htm é um sítio da autoria do Prof. Vaz Nunes. Aqui, Professores do 1º Ciclo, Educadores de Infância e crianças, poderão encontrar um referencial sobre os mais diversos temas didácticos, inclusivamente temas relacionados com a água em diferentes contextos.

http://www.escolovar.org/index.htm

Inovar para crescer (Mónica Gonzalez)

Neste site, da Universidade do Minho, o Prof. Dr. Joaquim Sá aborda a didáctica das ciências como uma componente fundamental na formação dos educadores e professores do 1º Ciclo.
Privilegia uma praxis orientada para a construção de um saber fazer, tendo em vista a inovação das práticas da sala de aula.

http://www.iec.uminho.pt/ModuleLeft.aspx?mdl=~/Modules/Generic/GenericView.ascx&ItemID=26&Mid=459&lang=pt-PT&pageid=295&tabid=10

O Ensino Experimental das Ciências no 1º ciclo ( Alda)



A sociedade actual é profundamente marcada pela Ciência e pela tecnologia.
Neste contexto, é fundamental que a Ciência faça parte da cultura individual e colectiva da sociedade. Para dar resposta a estes desafios,a formação nesta área do saber procura fornecer alguns instrumentos conceptuais e metodológicos que permitam abordar o ensino da Ciência numa óptica experimental, e incentivar a reflexão crítica sobre as práticas pedagógicas. Exemplo disso é o link:

Perspectiva histórica do ensino das ciências

http://www.proformar.org/revista/edicao_13/hist_ensino_ciencias.pdf

Adelaide Gonçalves.

Este site faz uma perspectiva histórica do ensino das ciências. Destaco o ênfase dado ao papel do professor e às metodologias utilizadas no ensino das ciências:
-O professor deve estimular nos alunos o desejo de experimentar, de aprender e ajuda-los a desenvolver atitudes positivas perante a ciência.
-As metodologias e estratégias a utilizar no ensino/aprendizagem das ciências deverão promover uma forte participação dos alunos na construção das suas aprendizagens.

Educação em no 1.º CEB - contributo de professores e manuais

Dissertação de mestrado de Maria de Fátima de Oliveira Cardoso Costa Marques com o intuito de compreender a relação existente entre as representações que os professores do 1.º ciclo do ensino básico têm sobre ciência e aquelas que são veiculadas pelos manuais de Estudo do Meio.

http://biblioteca.sinbad.ua.pt/Teses/2005001743

Ciência Divertida (Gabriela Marques)

No âmbito da Didáctica das Ciências, o blog aborda entre outras temáticas, a "Água", disponibilizando actividades motivadoras, atractivas e interessantes. Apresentei algumas delas aos meus alunos que se interessaram particularmente pelos puzzles "Ciclo da Água" e "Microscópio" e pelo vídeo animação "A água". A abordagem dos temas é adequada à faixa etária das crianças, tanto do primeiro ciclo como do pré-escolar permitindo uma pesquisa autónoma.


http://www.pimctic-5h.blogspot.com/

"Mão na Massa"- Ana Araújo

Este é um artigo em que relata todo um percurso de formação de profesosres até a implementação das ciências nas escola através da investigação e exprimentação. Foi um projecto desenvolvido em 20 escolas de S. Paulo (Brasil).
Trata-se de um projecto que tem como objectivo de viabilizar mudanças no contexto escolar para o ensina das ciâncias mais eficiente, seguindo o método construtivista (aprendizagem pela descoberta), tendo que passar, pela mudança nas práticas do professores.
Com este projecto chegaram a algumas conclusões, como a necessidade de reflectir, experimentar e reflectir novamente para que as mudanças sejam efectivas.



"Ciências para a próxima geração" (Eugénia)

Sistema para filtração de água
Esta experiência investiga o processo físico de remoção de impurezas sólidas de vários tamanhos. Os alunos podem discutir o que suja a água, dando ênfase a termos chaves tais como: lixo sólido, impurezas dissolvidas, filtração...

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Os professores e a educação científica no primeiro ciclo do ensino básico (Anabela Ferreira)

Uma tese de doutoramento em educação, que relata uma investigação da relação entre a modalidade de prática pedagógica implementada pelas professoras nas suas aulas e a modalidade de formação recebida assim como apreciar a influência do desenvolvimento pessoal, social e profissional nessa relação.

No resultado desse estudo tornou-se evidente a necessidade de introduzir, como área de formação de professores, a sociologia da aprendizagem.

Nesta tese Maria Margarida De Carvalho E Silva Afonso manifesta o desejo que a formação de professores não descure os aspectos sociológicos das aprendizagens em ciências para que se possa ir destruíndo o analfabetismo ciêntifico da nossa população e ajudar a formar cidadãos conscientes e autónomos nas suas decisões.


http://essa.fc.ul.pt/ficheiros/tese_reservadas/tesedout_mafonso.pdf

As (des)aventuras de uma pequena gota de água (Ivone Cunha)


Familiarização, desde tenra idade, com a temática Água, apresentada de forma lúdica, laboratorial e tecnológica, permitindo a pesquisa interactiva e a consolidação da aprendizagem.

Consultem o link:

Explorando a Ciência (Sónia Antunes)

Este programa pretende contribuir para melhoria das práticas pedagógicas na área Ciências Experimentais no 1º ciclo. É dirigido a professores com vista a sensibilizar para a importância das Ciências Experimentais desde os primeiros anos.
Sugerem-se metodologias de investigação baseadas numa perspectiva construtivista onde está presente uma busca permanente e uma reconstrução de saberes, partindo do conhecimento que a criança possui.

http://sitio.dgidc.min-edu.pt/recursos/Lists/Repositrio20Recursos2/Attachments/356/Livro_Expl_ciencias.pdf

Ciência Viva (Palmira Dias)

"A sensibilização às ciências parte dos interesses das crianças que o educador alarga e contextualiza, fomentando a curiosidade e o desejo de saber mais." (In orientações Curriculares)

Considero "Escolovar" entre outros, um sítio de partida e incentivo a novas descobertas. há variadíssimos sítios de interesse, partindo deste.
Para que o educador fomente a curiosidade e desejo de saber mais, nas suas crianças, precisa também ele de estar receptivo a novas práticas. Precisa de estar disposto a "brincar" fomentando uma aprendizagem activa.

Ensinar Ciências na Escola (Elsa)



O livro"Enseigner les sciences à l'école", foi criado em 2002 para a escola francesa. Elaborado por um grupo de especialistas franceses, professores e cientistas. Foi também traduzido para português e brasileiro, sendo feitas pequenas adaptações para o usarem no projecto"ABC na Educação Científica - A Mão na Massa."
Esta obra tem por objectivo ajudar o professor a implementar um ensino renovado das ciências e da tecnologia, tanto do ponto de vista da metodologia pedagógica, como dos elementos de conhecimento científico necessários.
Relaciona o ensino das ciências com o desenvolvimento das capacidades de expressão, tanto escrita quanto oral, dando exemplos de quando isso acontece.
Faz referência ao papel do professor no ensino das Ciências, da necessidade de se orientar os alunos na pesquisa de documentação e o papel das TIC.
Apresenta várias situações experimentações interessantes e contextualizadas, incluindo experiências com a água para crianças mais pequenas, fazendo uma primeira abordagem predominentemente sensorial como fase inicial para os próximos anos escolares.



Aprender com as experiências

Adelaide Gonçalves

http://www.explicatorium.com/Laboratorio-aberto.php

Mostra-nos como podemos fazer experiências simples com materiais de fácil acesso.
Estas experîencias permitem às crianças a observação directa dos fenómenos o que facilita uma melhor apreensão de determinados conceitos.

recursos para feira de ciencias

http://www.clubedoprofessor.com.br/recursos/feiradeciencias/index.html de ciencias
Conceição Gonçalves
EXPERIENCIAS NO JARDIM DE INFANCIA
Dcomo as experiencias com água podem ser enriquecedoras e facilitadoras de aprendizagens.

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Educação Infantil e conhecimento do mundo (Rute Leite)

É fundamental que as crianças, através do seu crescimento tenham plena consciência do mundo que as rodeia. É muito importante que reconheçam a Natureza desde cedo, aprendendo assim a conhecer e respeitar o meio ambiente. Deste modo, cabe à escola implementar actividades simples, aproximadas à sua realidade, que levem o aluno ao desenvolvimento da curiosidade, da criatividade, bem como à reflexão. As opções de escolha dos interesses, a serem trabalhados, devem estar sempre veiculados aos interesses dos alunos, para que estes se envolvam num processo de construção do seu próprio conhecimento.

Link a visitar:

http://www1.fapa.com.br/cienciaseletras/pdf/revista43/artigo11.pdf

Didáctica do Ensino das Ciências (Graça Pereira)


Este artigo sustenta a importância da preparação dos professores para a prática docente no âmbito das Ciências.
Apresenta uma proposta que os auxilia a estimular os alunos de forma a construirem, formularem conceitos significativos, habilidades e atitudes através da observação, colocação de questões e experimentação.


Jogar com a água Maria Durães

Recursos educativos para estudantes e professores.
Site com informações sobre a importância da água e como preservá-la.

http://www.tvcultura.com.br/aloescola/infantis/chuachuagua/jogos.htm

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Na construcção da ciência (Carla Domingues)

O modelo de ensino/aprendizagem que permite a construção do saber é o construtivista. Define como o saber científico se inicia ou deve ser encaminhado. Um estudo que demonstra que a "habilidade didática" faz a diferença!!

Tem vários links associados e está escrito em Português.
O primeiro link http://biblioteca.universia.net/html_bura/ficha/params/id/528719.html
encaminha para o segundo http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-25551997000100011

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Actividades Aquáticas ...

Nesta acção irão ser apresentadas uma série de actividades com água que poderão ser utilizadas, quer no 1º CEB quer no Pré-escolar. Experimente e divirta-se!!!!

A força da água

A água, como todos os líquidos, não tem uma forma própria; se deixada livre, ocupa todos os espaços disponíveis.


Escorre para baixo, atraída pela força da gravidade e a força da sua queda é tanta que pode ser transformada em energia eléctrica.
Lenta e delicadamente, é igualmente capaz de subir ao longo do caule das plantas, mantendo-lhes a vida!

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

A pele da água...

A água é fluida: pode ser derramada e podem-se imergir nela objectos. As moléculas que a constituem movem-se, de facto, sem se separar, porque se atraem umas às outras.

As moléculas da superfície, não tendo outras moléculas a atraí-las para cima, estão ligadas fortemente entre si.

Flutua ou não flutua?

http://www.youtube.com/watch?v=UKKDM7xpKDY



Mesmo quem não for um hábil nadador conhece a sensação de leveza que se sente ao mergulhar na água e deixar-se baloiçar; não é só uma sensação, é uma realidade: a água sustém os corpos sólidos anulando em parte o seu peso.

As transformações da água



A água é um líquido, mas o frio transforma-a em sólido (gelo, neve, geada ...) e o calor em gás que desaparece no ar (vapor aquoso). Através da simulação do ciclo da água podemos perceber como se formam as nuvens, a chuva  e o nevoeiro ...

Soluções Aquosas


Aproximadamente 60% do nosso corpo é formado por água. A maior parte da água do nosso planeta é uma solução de água e sal; também a água dos rios e lagos, considerada doce, contém uma boa quantidade de sais.

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Datas da Formação:

A formação decorrerá aos sábados.
  6 de Fevereiro , das 9 horas às 12h e das 14horas às 17h30m
  20 de Fevereiro , das 9 horas às 12h e das 14horas às 17h30m.
  27 de Fevereiro , das 9 horas às 12h e das 14horas às 17h
  20 de Março , das 9 horas às 12h e das 14horas às 17h

domingo, 3 de janeiro de 2010

Conteúdos da acção

- Breve história da didáctica das Ciências (2 horas);
- O desenvolvimento da didáctica das Ciências: factores de influência e implicações para o ensino das Ciências (2 horas);
- Evolução do ensino/actividade experimental das Ciências nas últimas décadas e do seu efeito na aprendizagem dos alunos (2 horas);
- Integração das TIC na didáctica das Ciências (2 horas);
- Análise de actividades práticas e experimentais a realizar em sala de aula, de acordo com as orientações do Currículo Nacional para o Ensino Básico para o tema “A Água” (6 horas);
- Construção e execução de actividades práticas e experimentais a realizar em sala de aula/trabalho, de acordo com as orientações do Currículo Nacional para o Ensino Básico para o tema “A Água” (9 horas);
- Conclusão da acção de formação (2 horas).

Objectivos da acção de formação

a) Aprofundar o conhecimento didáctico dos educadores de infância e dos professores do 1º ciclo do Ensino Básico face à Educação em Ciências em geral e face ao Ensino das Ciências, de cariz experimental, em particular;

b) Favorecer a construção e a troca de experiências/materiais pedagógico-didáctico para o ensino experimental das Ciências, no âmbito do tema “A Água”;

c) Estimular uma atitude positiva dos educadores/professores relativamente ao ensino experimental na disciplina de Estudo do Meio e às competências processuais, atitudinais a desenvolver nos alunos, no tema “A Água”;

d) Desenvolver a experiência profissional, pessoal e social dos docentes, proporcionando espaços de reflexão conjunta e de experimentação;

e) Debater, com olhar crítico, as práticas do espaço de aula, sugerindo abordagens diversificadas num ambiente de colaboração;

f) Experimentar situações práticas e experimentais sobre o recurso natural “A Água”, a implementar em contexto de ensino.